saudade

Retrato de CarmenCecilia

AMORES

AMORES

Amores que vem e vão...

Amores que são em vão

Amores que não resistem a uma estação

Mas há amores ternos

Que na nossa emoção são eternos

Amores que fluem...

Não importa a estação

São como nuvens...

Cortina que desatina

Mas que descortinam

Nosso coração...

Carmen Cecilia
22/07/2014

Retrato de §corp¥on®

Acróstico de uma menina mulher...

Bem aventurado sou por tê-la...
Exemplo e símbolo da beleza;
Tens os traços de uma menina;
A inteligência de uma mulher;
Na atitude, a firmeza de uma anciã;
Incontestavelmente completa;
Amavelmente doce, meiga mas, firme.

Poderia passar muito tempo a descrever;
Outros e muitos atributos e virtudes;
Nenhum deles seria suficiente e justo;
Tudo a compõe para o estado da arte;
Exemplo de menina, espelho de mulher;

Presença forte, notória, destemida mas, pura;
Ambiciosa mas, ponderada e realista;
Responsável, inteligente, precisa, efetiva;
Atenciosa, prendada, deliciosamente risonha;
Verdadeira, sincera, transparente mas, discreta;
Impetuosa, enérgica, incansável mas, meiga;
Zelosa, protetora, defensora mas, carente...
Outra igual??? Difícil!!! És única e perfeita!!!

É difícil escrever sobre você, tive que me conter para não me exceder, mas tentei de forma discreta e medida, descrever um pouco de como a vejo. Teria muito mais a falar e ou demonstrar, tamanho o carinho e admiração que tenho por você.
Poderia lhe dar o céu e as estrelas, caso isso tudo estivesse ao meu alcance mas, o que não posso lhe dar, lhe desejo.
Jamais deixe alguém lhe magoar, porque se passar por você, terá que se esbarrar em mim e aí a conversa será de poucas palavras... Rssss.
Estou aqui, estarei aqui, disposto e a disposição... É só me chamar...

Beijo no seu coração...

Retrato de Carmen Vervloet

Amor Perfeito

Você foi meu amor mais lindo,
quantos sonhos me fez sonhar...
Riscamos juntos panoramas infindos,
numa varanda debruçada sobre o mar.

Você foi minha paixão mais ardente,
meu vulcão em erupção,
meu vinho, meu entorpecente,
meu vício, fogo e canção.

Você foi meu sonho mais perfeito
que floriu como oloroso jasmim...
Guardado sem mácula no meu peito
e que só deixou saudade em mim.

Retrato de Poetisa Cléo Alves - Orlândia

(SAUDADE AMARGA)

Saudade é um amargo só
Amarga mais que jiló
É pena que dá sem dó
É dó que dá sem ter

Saudade é um querer
Sem ter, que dá é dó
Saudade é só um nó
Que não se desata só

Saudade são os dedos
Que aperta ou solta.

AUTORA: (Poetisa Cléo Alves)
Orlândia - SP

Respeite os direitos autorais

Retrato de Carmen Vervloet

O Livro

Folhas se sobrepõem...
Informações, emoções,
relatos da mente
ou do coração.
Frases, poesias, contos,
romances, estórias,
ensinamentos
que o cérebro recebe
e guarda em algum lugar...
O coração guarda as emoções...
Uma frase que marca,
uma poesia que enternece
e que em algum momento
emerge do fundo do inconsciente
e vem a tona da lembrança,
como se fosse uma abelha
polinizando a flor...
Agitam-se e brotam sentimentos
como frutos amadurecidos!

Retrato de Delusa

Saudade Azul

Retrato de Carmen Vervloet

Sagração

Lembranças desprendem-se
como folhas de outono
que caem amareladas pelo tempo...
Uma emoção clandestina
que ha muito latejava escondida
parte como mensageira da alegria
e grita ao mundo que
o passado foi o grande mestre.

Retrato de Carmen Vervloet

Laços Eternos

Mãe... Preciso tanto do seu afetuoso abraço,
Do seu colo macio que me aconchegou
Conduzindo-me segura entre eternos laços
Que com tanta sabedoria você criou...

Laços de amor, de compreensão e de carinho,
Laços de cumplicidade, de afeto e proteção,
Laços que me seguravam pelo caminho
Quando a vida me fazia perder o chão!

Ah, Mãe! Que falta imensa você me faz!
Hoje apenas seu sorriso no porta-retratos,
Que tantas lembranças e saudade, me trás!...

Queria envolve-la nos meus braços neste dia,
Interromper por um segundo este ingente hiato,
Usufruir por um instante da sua doce companhia...

Retrato de Delusa

Rosas

Saudade azul

Da minha infância

Que inteira vive dentro de mim

Separada com rosas de distância

Donde começa a vida

E do seu fim!

Retrato de CarmenCecilia

Mãe...Saudades...

MÃE

Quando penso em você...
Não sei nem o que dizer...
Penso na sua doação
Abnegação e solidão...
Fico a mercê da tristeza
Que me ronda...
Dos dias e noites e vazios
Sem teus conselhos sábios
Que vinham de teus lábios
Da profundeza do seu sentimento
E do teu profundo lamento...
Por doar tanto...
Por teu pranto...

Ah! Mãe...
Tão fragilizada
De tanto magoada...
E da vida desencantada...

Ah! Mãe...
Daria o mundo todo nesse momento
Por teu aconchego... Teu chamego...
Para soletrar teu nome...
Puro encantamento...

Ah! Mãe...
Tu te foste...
Olho para teu retrato...
E tua falta é o que sobressalta
Pois tua ausência... Tua essência
Frequenta-me em flashes...

Ah! Mãe...
Volta pra mim
Traga aquelas flores do jardim...
Que sorriam pra ti e pra mim...

Ah! Mãe...
Diga que não estará só em meus sonhos
E com seu ar risonho...
Diga que nunca ficarei sem você e sozinha...

Mãe minha eterna companheira...
Mãe da hora primeira e derradeira...

08/05/2014

Carmen Cecilia

Conteúdo sindicado